Read O Coleccionador de Sons by Fernando Trías de Bes Online

o-coleccionador-de-sons

Desde pequeno, Ludwig Schmitt von Carlsburg tem a assombrosa capacidade de dissecar os sons e albergá-los dentro de si.Durante a infância dedica-se a coleccioná-los, mas quando crê que a sua colecção já está terminada, descobre que lhe falta um som, uma frequência única, a mais ansiada, um som perfeito, celestial, mágico e eterno.Dedicará então todas as suas energias a perDesde pequeno, Ludwig Schmitt von Carlsburg tem a assombrosa capacidade de dissecar os sons e albergá-los dentro de si.Durante a infância dedica-se a coleccioná-los, mas quando crê que a sua colecção já está terminada, descobre que lhe falta um som, uma frequência única, a mais ansiada, um som perfeito, celestial, mágico e eterno.Dedicará então todas as suas energias a perscrutar os sons da Terra em busca do último som da sua colecção. Pelo caminho descobre que consegue cantar as sonoridades que guardou, convertendo-se no mais genial dos tenores da Alemanha.Mas o seu dom esconde uma maldição. Um thriller assustador, impregnado de romantismo e paixão, cuja trama inquietante cativa o leitor, da primeira à última página....

Title : O Coleccionador de Sons
Author :
Rating :
ISBN : 9789720041333
Format Type : Paperback
Number of Pages : 266 Pages
Status : Available For Download
Last checked : 21 Minutes ago!

O Coleccionador de Sons Reviews

  • Neide Parafitas
    2018-11-19 00:52

    Desde cedo este livro despertou a minha atenção por me fazer lembrar "O Perfume" de Patrick Suskind.Diferente do habitual, este é um livro que nos conta a história de Ludwig Scmitt Von Carlsburg, um menino que tem a capacidade de ouvir todos os sons e de cantar as sonoridades que alberga dentro de si.Contudo, já em adulto descobre que este dom traz consigo uma maldição, já que a paixão aqui conduz inevitavelmente à morte.Gostei imenso deste livro e ainda mais do seu final!Recomendo :)

  • Filipa
    2018-11-28 22:21

    Que boa surpresa!O Coleccionador de Sons foi um livro que sempre me fez lembrar de alguma forma a obra de Patrick Süskind, O Perfume. A sinopse de ambas as obras trouxe-me uma sensação de dejá-vu, quase e a capa igualmente com tons avermelhados e uma mulher com uma pele branca. Tentando fugir a estes pormenores, comecei a ler este livro com uma dose bastante saudável de curiosidade. Afinal, o meu gosto por policiais já é conhecido e é sempre com alguma felicidade que começo a ler um livro que pertença a este género.Ainda não conhecia o autor, pelo que não tinha maneira de saber o que iria encontrar. Ludwig Carlsburg tem desde que nasceu a capacidade de absorver sons e de os dissecar de forma a que os consiga, mais tarde, reproduzir. O menino, nascido na Baviera, passa os anos do seu crescimento a explorar todos os sons possíveis e imagináveis, até que se sente capaz de reproduzir qualquer som que seja seu conhecido. No entanto, no meio da felicidade que descobriu através do dom que tem, Ludwig sente-se de alguma forma incompleto. Como se lhe faltasse uma frequência. A mais importante e aquela que fará a diferença para o seu futuro. O pai dele que nem sempre se mostrou contente acaba por mostrar receio da natureza do filho e decide então mandá-lo para um colégio interno dedicado à formação de cantores de ópera.Na verdade, Ludwig não poderia sentir-se mais feliz. Vai ter a oportunidade de partir à descoberta de sons desconhecidos, não familiares e sobretudo vai poder ser cantor de ópera como desde novo sonhou ser. Mas naquela escola nem tudo é rosas. E as coisas são mais estranhas do que fazem parecer. Ludwig acaba por tentar adaptar-se da melhor forma, sem nunca na totalidade o conseguir. Mas no meio de tudo, o menino torna-se homem e aprende a amar. E é aí, a partir desse ponto sem retorno que começa verdadeiramente a história d' O Coleccionador de Sons, que tem como cenário a Alemanha do século XIX e XX.Fiquei bastante admirada com este livro. Apesar de no início, ter sentido algumas semelhanças com a obra mundialmente conhecida, O Perfume, o certo é que depressa me abstive de pensar dessa forma. Claro que se nos esforçarmos realmente, podemos encontrar semelhanças, mas cada história tem a sua beleza e o autor Fernando Trías de Bes conseguiu captar o meu interesse de uma maneira muito efectiva. Acaba por contar a história de uma maldição, com menções ao clássico "Tristão e Isolda" e mostra-nos também como o amor pode tomar as mais diversas maneiras de crueldade e egoísmo e por outro lado, o altruísmo. É uma história triste, mas aterradora ao mesmo tempo. A escrita do autor é bastante fluída e mantém o leitor agarrado às suas palavras. Este livro não é um policial no sentido mais lato da palavra, mas tem o seu quê de mistério e desespero de descoberta que envolve um thriller ou um policial. Os personagens são bastante bem desenvolvidos e eu acabei por me padecer de Ludwig, apesar de à partida não ter gostado dele. Foi uma leitura que conforme se foi desenvolvendo, mais positiva se mostrou. Por todos estes factores, gostei imenso desta obra. Foi um livro que conheci devido à biblioteca que costumo frequentar. Caso contrário, acho que é bastante provável que talvez nunca tivesse vindo a descobrir este livro que me emocionou tanto.Recomendaria a todos os leitores que gostam do género policial ou suspense. Acredito que poderão passar bons momentos.

  • Mariana
    2018-11-19 01:05

    Este livro foi uma completa desilusão.O perfume é um dos meus livros favoritos e como existem tantas semelhanças com este livro tinha expectativas muito elevadas. E este livro ficou um pouco aquém destas expectativas. Sinceramente a única coisa que gostei neste livro foi a lenda de tristao e isolda.

  • Anamaria
    2018-12-06 00:18

    Apesar de, no inicio, me fazer lembrar a um pouco a obra de Suskind e de não simpatizar muito com a personagem Ludwig Schmitt no início, à medida que a narrativa foi evoluindo, desfiz essa primeira impressão, porque comecei a compreender e a sentir a angústia, a aflição e o desespero de Ludwig ao saber que era, em simultâneo, portador de uma maldição e de um enorme dom. Uma leitura intensa e perturbante.

  • Margarida
    2018-12-15 21:06

    3.5 No ínicio, a história arrebata-nos imediatamente: numa Alemanha do século XX que combate arduamente o Cristianismo, conhecemos o Padre Jung que investe muito do seu tempo livre a ler livros proíbidos mencionados no Index.Entre eles, Jung alicia-nos com uma história arrebatadora, que devido ao seu caracter sexual, não era suposto ter-lhe chegado às mãos. Ao transcrever a história (para que os leitores lhe tenham acesso), a linha temporal retrocede um século e conhecemos Ludwig, um famoso cantor de ópera com um dom que tem tanto de maravilhoso como de horrendo. Através de um relato na primeira pessoa, acompanhamos a infância, adolescência e vida adulta do tenor, presenciando a fama e os seus segredos obscuros. Até determinado ponto, o enredo é bom e o compasso agradável, mas de repente tudo começa a girar em torno da tonalidade recentemente descoberta, do seu poder arrebatador e de como Ludwig não consegue controlar a sua influência. A partir daqui, a história torna-se muito óbvia e creio que Trías de Bes poderia ter dado mais. A lenda de Tristão e Isolda foi um pormenor interessante, mas também isso se tornou exagerado na segunda metade do livro. O final, apesar de imprevisível, não foi emocionante... não foi daqueles finais que nos surpreendem, que nos deixam a desejar viver tudo outra vez, que nos maravilham e nos fazem agarrar o livro junto ao peito durante longas horas.

  • SofiaOliveira
    2018-12-10 17:17

    Tenho imensa pena de nunca o ter encontrado à venda pois é um dos meus livros de eleição! Adorei a construção das personagens, o fio condutor e o desfecho. Acho linda a paralelidade feita entre o Amor Espiritual e o Amor Carnal e toda a percepção das emoções vividas pelos personagens. O sentimento de amizade sempre presente e a sensibilidade para um mundo novo.Mais do que recomendado!

  • Jessica Sargento
    2018-11-18 20:19

    wonderful

  • Alexandra Carvalho Alves
    2018-12-08 23:55

    Poderoso!

  • Bianca Waker
    2018-11-20 20:05

    A brilliant story based on historical facts, it invokes the legend of Tristan and Isolde and fills the reader with a desire for eternal love. A book to read and recommend. :D

  • Fran
    2018-11-19 23:14

    Brilliant. What a fascinating insight into the world of children choirs. Very gripping, grotesque and UNFORGETABBLE.

  • Ana Silva Rosa
    2018-12-02 23:16

    Remember liking it very much.

  • Jarreta
    2018-12-17 19:21

    Comecei a kê-lo hoje... a ver vamos