Read O Auto da Compadecida by Ariano Suassuna Online

o-auto-da-compadecida

O Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna, consegue o equilíbrio perfeito entre a tradição popular e a elaboração literária ao recriar para o teatro episódios registrados na tradição popular do cordel....

Title : O Auto da Compadecida
Author :
Rating :
ISBN : 9788520930052
Format Type : Paperback
Number of Pages : 157 Pages
Status : Available For Download
Last checked : 21 Minutes ago!

O Auto da Compadecida Reviews

  • Maximiliano Sales
    2018-10-13 11:49

    A experiência que se tem lendo o livro é sensacional e muito diferente da que se tem assistindo ao filme - que, embora eu tenha conhecido antes, não atrapalhou em nada a minha leitura. Talvez porque este último não carrega tão fortemente o nome de Ariano Suassuna, mas a peça escrita dá uma compreensão muito maior do que é este universo literário tão rico e bonito, do qual se percebe muito claramente o resgate (muito necessário, por sinal) das tradições culturais de um nordeste que, hoje, anda meio esquecido. Juntando genialmente os aspectos crítico e divertido, deve-se tomar Ariano como um exemplo, que soube unir engajamento e popularidade numa obra leve, mas cujo peso se nota muitas vezes e dá uns bons cutucões na nossa comodidade.

  • Antonio
    2018-09-21 06:50

    One of Brazilian most classical plays, Auto da Compadecida can offer to anyone a delightful reading, in which is possible to know a little bit more about Northeast Brazilian culture.Through its 200 pages, Ariano Suassuna tells us the story of two conmen, João Grilo and Chicó. Both do that without any evil in their actions; it's just a way of life found by them in this dry region flooded with poverty. Despite its simple language, Suassuna criticises several social categories, like the clergy, the bourgeoisie and the local militia.A pleasant which presents in a joyful way human misery as it is, plain and simple.

  • Heloisa
    2018-10-13 11:39

    a breath of Brazil. I loved to see how the movie adaptation is so faithful to the work, the text itself so full of beauty and humor.having read a couple of pages of the translation, I sighed thankfully when I got the original in portuguese in hands. word choice and intonation are implied to anyone who knows a little of the beautiful northern accent. such a sensitive and insightful little story, ripe of meaning in its simplicity. I loved to remember the sun, the heat, the sounds and the people. in many ways, a home away from home, a paper horcrux.

  • Felipe Vieira
    2018-09-18 13:00

    4,5Auto da Compadecida é uma obra maravilhosa do Ariano Suassuna. Eu adoro a adaptação feita para o cinema/TV. A leitura da peça só veio para confirmar o que eu sentia.O texto do Ariano é leve e engraçado. De leitura rápida e extremamente prazerosa. Infelizmente, não tenho como deixar a comparação de lado. Guel Arraes e Adriana Falcão conseguiram captar perfeitamente a essência da obra de Suassuna. Fora o trabalho esplêndido de todos os atores. O livro é simples e possui menos personagens que a adaptação. Mas a mudança para a adaptação é perfeitamente aceitável.Recomendo a leitura pra quem gosta do filme, para quem quer rir um pouco e para quem quer ver esse clássico por uma nova vertente. Tenho certeza que não irão se decepcionar. Só sei que foi assim uma leitura muito boa. Chicó <3 João Grilo (pena que é preconceituoso)

  • Fernanda
    2018-10-15 05:38

    Engraçado e inteligente. Nos faz mergulhar na cultura nordestina e curtir esta peça teatral que remete à literatura de cordel. Impossível não se render aos argumentos do astuto João Grilo e se divertir com os causos do Chicó.

  • Octavio Pontes
    2018-10-11 07:52

    Não é à toa que o filme, baseado nessa obra absurda, é um dos meus filmes favoritos da vida <3

  • Thiago Braun
    2018-10-02 12:37

    ENCOURADOProtesto contra essas brincadeiras. Isso aqui é um lugar sério.MANUELCalma, rapaz, você não está no inferno. Lá, sim, é um lugar sério. Aqui pode-se brincar. Faça a acusação do sacristão.Sabe qual é a coisa mais atraente em uma figura divina, na minha opinião? A de Deus com senso de humor. Já vi pregações que variam entre os extremos da total compaixão para total severidade. Deus como chefe militar, criador, trabalhador, juiz, político, lei, bom, justo, herói, piedoso, misericordioso, médico, pai, amigo e mais recentemente, como ser humano.Nunca vi a pregação sobre Deus com senso de humor. Auto da Compadecida é a coisa mais próxima disso. Claro, eu já vi sátiras como o Evangelho do Espaguete Voador, mas não há o equilibrado entre humor, respeito sacro e crítica social do Auto da Compadecida. (Afinal, eu ainda não li "The Gospel According to Biff, Christ's Childhood Pal". Tá na minha lista) É claro, é uma obra bastante pró-católicos, mas ao mesmo tempo tem um ponto de critica a estrutura católica.BISPOCale-se, atrevido.MANUELCale-se você. Com que autoridade está repreendendo os outros?Você foi um bispo indigno de minha Igreja, mundano, autoritário, soberbo. Seu tempo já passou. Muita oportunidade teve de exercer sua autoridade, santificando-se através dela. Sua obrigação era ser humilde porque quanto mais alta é a função, mais generosidade e virtude requer. Que direito tem você de repreender João porque falou comigo com certa intimidade?João foi um pobre em vida e provou sua sinceridade exibindo seu pensamento. Você estava mais espantado do que ele e escondeu essa admiração por prudência mundana. O tempo da mentira já passou.O Padre, o Bispo e o Sacristão terminam indo, bastante felizes até, para o purgatório, onde terão de aguardar. O único que vai direto pro céu é Severino e seu subalterno, que mataram a todos outros presentes no julgamento. A única citação religiosa direta é a de João Grilo perguntando a Jesus se por acaso ele não é protestante/evangélico.JOÃO GRILOEntão estou garantido. Eu me lembro de que uma vez, quando Padre João estava me ensinando catecismo, leu um pedaço do Evangelho. Lá se dizia que ninguém sabe o dia e a hora em que o dia do Juízo será, nem homem, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho. Somente o Pai é que sabe. Está escrito lá assim mesmo?MANUELEstá. É no Evangelho de São Marcos, capítulo treze, versículo trinta e dois.JOÃO GRILOIsso é que é conhecer a Bíblia! O Senhor é protestante?MANUELSou não, João, sou católico.JOÃO GRILOPois na minha terra, quando a gente vê uma pessoa boa e que entende de Bíblia, vai ver é protestante. Bom, se o senhor não faz objeção, minha pergunta é esta. Em que dia vai acontecer sua segunda ida ao mundo?As vezes abre-se uma polêmica com Manuel afirmando ser católico, mas para mim também fim implícito que isso se deve a fé dos acusados (todos católicos). É tão difícil fazer algo respeito e sensível hoje em dia...É necessário dar muitos, muitos pontos pela obra do Suassuna.

  • Mari
    2018-10-16 06:38

    Um livro curto e cativante, com uma escrita que torna impossível parar de ler. Resumindo: é um livro pra ser lido de uma só vez, preferencialmente, em local afastado da sociedade, para que você possa rir, se divertir e se emocionar com toda a intensidade que tem direito - e que Ariano Suassuna tanto se esforça para transmitir.Apesar de muitos pontos em comum com a mini-série, o livro traz algo de único e especial: explora mais profundamente os personagens, especialmente Chicó e João Grilo - a causa das minhas maiores gargalhadas, durante a leitura. E, ainda sim, por trás de todo esse humor, nota-se uma crítica social bem abrangente (especialmente com o Cangaceiro) e a religiosidade sob uma nova e diferente perspectiva. Como leitora, poucas experiências são melhores do que fechar um livro nacional e ser invadida por aquela sensação de orgulho, de felicidade pela valorização da nossa cultura, de apego aos costumes novos e antigos que vivemos enquanto sociedade. E foi isso que Auto da Compadecida me proporcionou.Só me resta agradecer ao autor e recomendar a leitura!Mari The Reader

  • Joana Guerra
    2018-10-05 12:37

    Este livro foi-me oferecido por uma amiga brasileira com quem troco livros de tempo a tempo. Penso que ela disse que é um livro lido na escola, no Brasil. Como tal é um livro daquele género, que muitas vezes passa ao lado dos estudantes, porque infelizmente são obrigados a lê-lo. Acho que se resume a isso. Um livro não deve ser lido como obrigação. Este esperava pela sua vez na estante, até que me pus a ler alguns dos comentários e pontuações que aqui lhe são dadas, e decidi que não podia esperar mais, tinha de saber do que se tratava. Li-o em poucas horas e adorei, posso até considerá-lo um dos meus favoritos, num género diferente daquele que normalmente leio... talvez devesse procurar géneros diferentes mais vezes (pensei eu). É fabuloso, é hilariante e verdadeiro, e entra-se nas raízes populares ali descritas. Sem dúvida que fiquei surpreendida pelo trabalho de Ariano Suassuna. Recomenda-se, não por obrigação, é claro.

  • Raquel V
    2018-09-25 10:40

    Apesar de este livro ser bem escrito e super inteligente, no começo eu estava prontinha para dar 3 estrelas para ele - mais por não ser o meu tipo de livro do que por qualquer coisa. Mas ele é muito curtinho, muito engraçado, e muito adorável! Me seduziu e ganhou meu coração! Li quase todo em uma sentada (te desafio a ler ele em mais de 4 horas!), e foi realmente uma delícia. Apesar de ter sido escrito há muito tempo, ele descreve com precisão muitas das qualidades e, infelizmente, as falhas da nossa sociedade brasileira. A nossa bondade e bom humor, e nossa falsidade em nome da "educação" e classicismo; a nossa fé e amizade, e o nosso famoso "jeitinho brasileiro". O total dessa soma (pra mim, e parece que para Suassuna também) é positivo! Não que não tenhamos muito caminho para trilhar...

  • Lorenna
    2018-09-28 11:01

    Ariano Suassuna é simplesmente genial!

  • Marise Correia
    2018-09-16 11:00

    Sensacional! Continua atualíssimo!

  • Monique Gerke
    2018-10-11 08:51

    "Espero que todos os presentes aproveitem os ensinamentos desta peça e reformem suas vidas, se bem que eu tenha certeza de que todos os que estão aqui são uns verdadeiros santos, praticantes da virtude, do amor a Deus e ao próximo, sem maldade, sem mesquinhez, incapazes de julgar e de falar mal dos outros, generosos, sem avareza, sóbrios, castos e pacientes. E basta, se bem que seja pouco. Música."Lindo. Divertido. Trágico. Cômico. E brilhante.Estava com saudades de uma leitura tão leve e prazerosa como essa! Obrigada Suassuna.

  • Lidiana
    2018-09-29 06:03

    One of those books that you sit to read and just stop once you have finished. It is also one of those books that you never lose the opportunity of rereading. And although the plan is to reread some passages, the cycle repeats itself,you sit down to reread to read and you just stop once you read the whole thing all over again. A classic from one of te greatest Brazilian writers of all times. Everybody should read it .

  • Danielle Gomes
    2018-09-19 06:58

    Ouvi o audiobook e AMEI, a interpretação dos autores me levaram ao filme!!

  • Géssika
    2018-09-22 06:41

    Curtinho e muito gostoso de se ler.

  • Kátia Cristina
    2018-10-05 07:49

    10 estrelas! Amei! Acho que nunca vou me cansar desta história.Já está na minha lista dos que serão relidos.

  • Bernardo Lima Carvalho
    2018-09-18 08:58

    I watched the TV adaptation a lot of times and it's kind of embarrassing I've never read this! The truth is, when I first read a Shakespeare comedy (e.g. As you like it, Midsummer night's dreams), I felt like I was watching the adventures of João Grilo and Chicó. And now, reading the book, I am happy to recognize the same pace that enchanted me reading Shakespeare: the fast dialogue leaded by an intelligent character (responsible for most of the trouble). Ariano is a master storyteller and it's amazing to see the combination of stories of popular domain (cordel stories from our local culture) represented in the form of a play but with his so particular voice.Eu assisti a adaptação da TV muitas vezes e é meio embaraçoso que eu nunca tivesse lido o livro! A verdade é que, quando eu li pela primeira vez uma comédia de Shakespeare, senti como se estivesse assistindo as aventuras de João Grilo e Chicó. Agora, lendo o livro, fico feliz em reconhecer o mesmo ritmo que me encantou lendo Shakespeare: o diálogo rápido liderado por um personagem inteligente (responsável pela maior parte do problema). Ariano é um brilhante contador de histórias e é incrível ver a combinação de histórias de domínio popular (histórias de cordel de nossa cultura local) representadas na forma de uma peça de teatro e com sua voz tão particular.

  • Fabiane Mendes
    2018-09-20 08:58

    É verdade que eles praticaram atos vergonhosos, mas é preciso levar em conta a pobre e triste condição do homem. A carne implica essas coisas turvas e mesquinhas. Quase tudo o que eles faziam era por medo. Eu conheço isso, porque convivi com os homens: começam com medo, coitados, e terminam por fazer o que não presta, quase sem querer. É medo.E o que o medo nos faz? Faz tudo paralisa e impulsiona. O trecho acima é um excelente resumo da humanidade.

  • Marie
    2018-10-13 08:07

    If you thought a story about a compulsive liar getting a priest to bury a dog with a Latin formula would be a modernist piece, you couldn't be more mistaken with this one. Suassuna surely knows how to bring humor to get us reflect on the hour of death and the final judgement, as well as our own sinfulness. It's a very enjoyable and recommendable story, it's surprisingly short, too.

  • Laura Lícia
    2018-10-17 10:58

    “Cumpriu sua sentença e encontrou-se com o único mal irremediável, aquilo que é marca de nosso estranho destino sobre a terra, aquele fato sem problemas explicação que iguala tudo que é vivo num só rebanho de condenados, porque tudo que é vivo morre.”Eita cabra arretado! Suassuna me fazendo chorar de rir e chorar de saudade.

  • Rafael Said
    2018-09-30 10:54

    Um teatro de comédia escrito por um grande brasileiro. Invocando traços da cultura nordestina, Ariano Suassuna nos apresenta a João Grilo e Chicó, duas figuras marcantes da literatura e do cinema brasileiro. Mostrando seu lado católico sertanejo, Suassuna nos faz rir do início ao fim, em um livro de rápida e deliciosa leitura.

  • Felipe Reinert Machado
    2018-09-23 13:07

    Gostei muitoo, pensei que ia ser péssimo mas me surpreendeu demais💚💚

  • Luciana Tibiriçá
    2018-09-28 12:39

    história deliciosa de ler..

  • Leo Amaral
    2018-10-17 06:56

    Mais Brasil impossível.

  • Eduv
    2018-10-17 13:57

    Suassuna captures the soul of northeastern Brazil. A comical book that remains one of my favorites.

  • Bianca
    2018-09-27 10:40

    um clássivo maravilhoso!! gostoso de ler e muito engraçado.

  • Anderson
    2018-09-18 08:58

    Já vi o filme umas 3 vezes e ainda sim ri como nunca, um dos melhores que já li!

  • HericaZFB
    2018-10-07 11:47

    Great book that shows a good part of brazilian culture.

  • Pedro Henrique
    2018-09-19 14:05

    O que falar deste genial autor? Ariano, com sua poesia e seu humor inabalável, criou personagens queridos que ao mesmo tempo encantam e emocionam o público. Num misto de assombro e surpresa, li este livro ainda adolescente, mas amei cada palavra escrita. Como ri com Chicó e com os demais personagens!E nesta brincadeira-séria, Ariano ainda nos inunda com questionamentos e reflexões, o que apenas enriquece ainda mais a sua escrita. "O Auto de Comparecida" é um clássico cuja leitura é obrigatória a todos.